terça-feira, 14 de maio de 2013

Quem não se comunica... não viaja!

Eu já havia me despedido no último post, em que falava do "nascimento" do meu roteiro de viagem, mas a ansiedade pré-férias me deixa mega acelerada (mais do que o normal!), aí aproveitei essa euforia para voltar aqui e falar sobre algo que precisa fazer parte da vida de todo bom viajante: a comunicação! Aquela máxima do velho Chacrinha - "quem não se comunica, se trumbica" - serve para tudo na vida... inclusive para quem quer colocar o pé na estrada sem estar amarrado a excursões ou aos engessados pacotes turísticos! Não é a toa que aquele ditado "quem tem boca VAIA (do verbo vaiar) Roma", logo se transformou em "quem tem boca VAI (do verbo ir) a Roma"! Aliás, não só a Roma, mas a qualquer lugar! É sobre isso que vim escrever!


Não escolhi ser jornalista à toa... ou melhor, o jornalismo não me escolheu à toa! Falo demais, escrevo demais, chego a ser chata, eu sei... levo bem a sério o que Chacrinha disse pra não me "trumbicar" (ou seria "estrumbicar"? Whatever!). Isso faz parte naturalmente da minha vida... e, se vou viajar, exerço isso ao máximo! Nos dias de hoje, em que estar em contato com gente de todo lugar é mais fácil do que nunca, eu uso todos os meios possíveis para conseguir informações que me ajudem a fazer a viagem perfeita!

As redes sociais, por exemplo, ajudam demais! Já ouvi coisas do tipo: "aaaah você não devia postar que vai viajar porque 'a inveja tem Facebook'"! Nooossa, rugas de preocupação!!! Claro que tem invejoso em todo lugar mas, em primeiro lugar, não esquento a cabeça com isso... em segundo lugar, não há forma melhor de trocar idéias sobre viagem do que pelas redes sociais! Se não fossem elas eu não saberia que uma jornalista que trabalhou comigo está morando em Londres! Também não saberia que uma colega de escola acabou de voltar da Europa e que uma conhecida da academia esteve em Paris há pouco tempo! Como eu já disse, sou "sem vergonha" assumida quando o assunto é comunicação! Não pensei duas vezes para mandar mensagem inbox para essas pessoas em busca de informações, mesmo sem que elas fossem amigas próximas!

Hoje também me aconteceu outra coisa bem bacana que foi um email de uma pessoa que postou um ótimo relato de viagem no Mochileiros.com. Acessei o blog dela, trocamos mensagens, ela me adicionou no Facebook e eu já consegui mais dicas valiosíssimas para minha viagem! Agora, a melhor do dia foi postar na minha timeline que estava em busca de app's úteis para viagem. Um amigo que estudou comigo comentou o post falando de um aplicativo, depois me ensinou por mensagem inbox como usar esse app que parece ser simplesmente PERFEITO! É o aplicativo do guia Lonely Planet que funciona inclusive offline e vai ser uma mão na roda nessa minha primeira vez na Europa (na volta conto aqui minha experiência com esse app)!

Enfim, se eu tivesse me preocupado com o fato de "a inveja ter Facebook" ou se tivesse ficado receosa de pedir informações para gente que nem é do meu convívio ou se apenas lesse o relato no Mochileiros e não tivesse me dado ao trabalho de mandar email para a blogueira... lá estaria eu me "trumbicando" nas minhas férias. Ok, talvez não me "trumbicasse", mas com certeza não iria embarcar munida de tantas informações que podem me fazer aproveitar melhor a viagem! Ah... e tem ainda aquela principal e intransferível forma de comunicação que é a que mais uso ao chegar em cada destino: conversar com a recepcionista do hotel, com o taxista, com o pipoqueiro, com quem estiver na fila de alguma atração perto de mim, com Deus e o mundo! Não sei ainda como vou fazer isso em francês, mas quem tem boca... vai a França também!!! "Oui", "oui"... vai a qualquer lugar!

Beijos e até a próxima!

domingo, 12 de maio de 2013

Roteiro "cute-cute" da mamãe!

Ele nasceu!!! Em pleno Dia das Mães, quem diria!!! Não foram nove meses de gestação, não tive enjôos e nem senti a barriga mexer... mas vou confessar que foi "um parto"! Enfim, "nasceu" meu roteiro de viagem das próximas férias! Minha primeira vez na Europa! "Mãe" de primeira viagem de um roteiro com destino ao velho continente! Dizem que "filho" é assim né... dá um trabaaaalho... mas ficou "cute-cute" demais esse roteiro, com a carinha da mamãe e o jeitinho do papai! Como todo filho, mal nasceu e já está me matando de orgulho!!!! Hahahahah! Nesse post conto um pouco do "nascimento" do meu roteiro dessas férias!

Um dos meus destinos dessas férias: Londres!
Pra começar - já que brinquei com essa história de filho - vou contar que a primeira tarefa na "missão Europa" foi convencer meu marido (o pai! rs) de que os destinos mais sensacionais do mundo estão por lá! Ele, surfista desde criança, sempre que falávamos em viagens "de sonho", que exigiriam mais investimento, pensava apenas em roteiros praianos, como Hawai e Taiti! Nunca foi fã de museus, igrejas, lugares históricos e afins! Depois de convencê-lo de que há destinos sensacionais na Europa - mesmo aqueles que não têm praia - veio a espera do momento certo para realizar esse sonho (viram só como é quase como um "filho" isso rs)! Quando a hora chegou, veio a parte mais difícil... decidir, entre tantos países maravilhosos, quais explorar nessa primeira viagem!

Sempre tive a Itália na cabeça, quase como uma idéia fixa... seria bem mais simples, para mim, escolher esse destino porque aí seria uma viagem para um único país, já que a Itália exige mais tempo para ser explorada. Acontece que - como já disse em outro post - sou "geminiana, volúvel e daí"!!!! Hahahahah! Mudei de idéia! Não queria mais a Itália! Aí sim a casa caiu!!! Como escolher? Para não errar, decidi pelo básico: duas grandes cidades que têm de tudo um pouco. Não são só destinos históricos ou religiosos... têm também modernidade, badalação... romantismo mas também piração! Decidido: Londres e Paris são meus destinos principais... com uma esticadinha até Lausanne, na Suíça, para visitar uma grande amiga que mora lá!

O primeiro desafio foi definir onde ir primeiro, como ir de um lugar para o outro... mil pesquisas depois, compramos a passagem aérea para Londres, onde vamos ficar seis dias! De lá, vamos seguir de Eurostar (o trem de alta velocidade que passa por um túnel abaixo do Canal da Mancha!) para Paris, onde vão ser mais seis dias, chegando lá dia 26/05 (véspera do meu aniversário!)! Por fim, mais uma viagem de trem da França até a Suíça para os cinco dias finais na casa da minha amiga-irmã em Lausanne! A dureza de definir essa seqüência foi que os vôos que chegam e partem do mesmo país são beeeem mais baratos... mas imagine chegar por Londres e também voltar por Londres, perderíamos tempo e dinheiro voltando para lá. Valeu a pena pagar um pouquinho mais - ainda assim, pesquisando muito - para voltar para o Brasil a partir de Genebra, meia hora de trem de Lausanne!

Chegada em Paris estrategicamente prevista para 26/05
Ok, destinos e passagens definidos, comecei as pesquisas primeiro sobre Londres, já que é essa minha primeira parada! Palácio de Buckingham, Big Ben, Rio Tâmisa... claro que eu sabia mais ou menos o que encontrarei por lá. O que eu não imaginava é que, ao "estudar" mais sobre o país, me apaixonaria tanto! Foram pelo menos dois meses aproveitando as horas vagas para ler e pesquisar só sobre Londres! Eu não conseguia nem lembrar que também vou para Paris! Fiquei pirando nos pontos turísticos, nos pub's, nos musicais, em tudo o que vou encontrar em Londres! É muita coisa maravilhosa!!!  Mesmo depois que fechei o roteiro de Londres, não conseguia parar de ler a respeito para fazer uma adaptação aqui, outra ali! Vou confessar: foi só nessa última semana que peguei firme no roteiro de Paris! Também estou encantada (e desesperada por ter MUITA coisa maravilhosa por lá), mas minha ansiedade maior é mesmo por Londres!

Suiça - foto roubada do Facebook da minha amiga!
Para essas duas cidades - Paris e Londres - fiz roteiro dia a dia, quase que hora a hora, com endereços, valores de ingressos e passeios, deslocamento de um lugar para o outro... claro que com a possibilidade de mudanças e adaptações conforme o andar da carruagem. Já para Suiça, minha amiga vai descobrir AGORA, por esse post, que não fiz roteiro nenhum! Hahahahahah! Essa vai ser a parte "roots" da minha viagem! Onde minha amiga me mandar, eu vou!!! Até porque, por essa foto roubada do Facebook dela, nem precisa dizer que ela sabe bem quais são os lugares lindos que existem lá por perto! Com exceção da loja do Lindt - onde eu faço questão de ir, não abro mão, viu Érika! - topo o que vier!

Pensei em colar meu roteiro aqui, mas prefiro fazer isso na volta... para dividí-lo com os viajantes depois que as alterações que sempre acontecem na hora forem feitas! Assim fica um roteiro perfeito, sem erros, para realmente ajudar quem vai a um desses destinos! Acompanhado, é claro, de um mega relato de viagem que eu nem sei por onde vou começar a escrever!!! É a viagem da minha vida, sem dúvidas! Por isso, no começo desse post - aproveitando a data de hoje - comparei meu roteiro a "um filho"! Nasceu!!!! Não vou ter que trocar fraldas (thank's God!) e nem ouvir chorar... mas coooom certeza vai me deixar sem dormir nas próximas noites, tamanha a ansiedade para "colocar esse filho no mundo"!!!

Beijos... e até a volta!

sábado, 11 de maio de 2013

Pico do Urubu

A cidade onde eu moro (ainda) não é turística... até existem lugares bacanas para visitar, há uma intenção de se fortalecer o turismo rural por aqui - já que estamos no cinturão verde de SP - mas ainda há pouca coisa que se possa falar que é realmente turística em Mogi das Cruzes. De qualquer forma, para quem é daqui ou um dia estiver por essas bandas, uma sugestão bem legal é o Pico do Urubu! É um mirante no meio da Serra do Itapeti de onde é possível ver toda a cidade! Nessa minha contagem regressiva para as férias - em que a ordem é não gastar nem um centavo para economizar para a viagem - esse foi meu programinha da tarde de sábado! Como passeios a custo zero são sempre bem vindos, deixo aqui a sugestão!


A Serra do Itapeti é, para mim, o maior patrimônio da minha cidade. Emoldura Mogi das Cruzes, pode ser vista de vários pontos... mas nada como estar lá, dentro dela! A subida para o Pico do Urubu já é válida por isso... para chegar lá o visitante passa pelo coração da serra, com todas suas belezas! O caminho não é dos melhores... o acesso mais simples de explicar é pela rua do Tênis Clube, ao lado do Vila Santista, na Via Perimetral. Pode parecer ridículo explicar isso para quem é daqui, mas acreditem... conheço mogianos que nunca foram lá! A estrada é de terra na maior parte do percurso, os trechos asfaltados ou com paralelepípedos são bem judiados, a via é estreita, só passa um carro de cada vez... mas vale a pena! Subindo essa rua do Tênis Clube, é só manter sempre a esquerda em todas as bifurcações que em uns dez ou quinze minutos você está no Pico do Urubu!

Esse lugar é, para mim, parte da infância! Quando criança fui muitas vezes com meus pais, meus primos, meus tios! Se hoje Mogi não tem muita opção de turismo, imagina naquela época! Então o Pico do Urubu era destino frequente, até a pé já subi! Depois, durante algum tempo, ficou complicado frequentar esse lugar... a rampa para salto de asa delta foi tirada, o lugar ficou mal frequentado, enfim... não era muito recomendado não, por vários motivos! Ainda hoje não tem como negar... muita gente sobe para fazer coisa errada... mas se você for num dia bonito, de preferência com vento, vai encontrar muita família e gente do bem por lá! Até porque o pessoal voltou a saltar de paraglider, tem uma equipe de salto organizada que está sempre no pico, até saltos duplos são feitos com quem tem coragem e está disposto a pagar por isso! Não foi meu caso hoje!!!!


Chegamos lá por volta das 16h30, a tarde já começava a cair... mas como o outono é uma estação de dias maravilhosos por aqui, o céu ainda estava azulzinho, lindo demais para admirar a vista dos dois lados do Pico do Urubu! De um lado, a vista é de toda a cidade... até cidades vizinhas vc consegue ver de lá... é meu lado preferido, já que olhar o horizonte, perder a noção do tamanho desse mundão, com essa coisa do "infinito" me atrai demais! Duas pedras, bem na pontinha do barranco, são estratégicas para perder a noção do tempo admirando a vista! Também é para esse lado que são os saltos de paraglider, acompanhamos vários na tarde de hoje! Na outra face do pico, a vista é da serra e de bairros que há no meio dela. É a face para onde o sol se põe, lindo! Pelas características de mata atlântica do lugar, quase sempre tem um pouco de serração para esse lado... o que não tira a beleza da vista!

Se você for no fim da tarde, leve uma blusa! Sempre esfria nesse horário na terra do caqui! Se resolver ficar um bom tempo por lá, por que não um piquenique??? De vez em quando até tem uma barraquinha que vende água, refrigerante... mas quer algo melhor que levar sua cesta de vime, toalha xadrez e várias gulodices? Indispensável também levar a máquina fotográfica... com certeza você vai voltar de lá com fotos maravilhosas!!!


Fica então a dica para quem nunca foi lá ou esteve no Pico do Urubu há muito tempo... vale a subida! Vai valer mais ainda caso o poder público tire mesmo do papel o projeto de revitalização daquela área, que para mim é um dos lugares com maior potencial turístico da minha cidade!!!

Beijos e até a próxima!

quarta-feira, 8 de maio de 2013

Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes


Religião não se discute, isso é fato! De qualquer forma, para quem ama viajar e conhecer novos lugares, muitos destinos estão diretamente ligados à religiosidade! Religião é história! Religião é cultura! Turismo também é história e cultura! Sendo assim, o verdadeiro viajante não pode ser muito bitolado com religião não... daquele tipo que não se permite conhecer e respeitar a religião alheia! Por exemplo, ninguém vai para a Itália e deixa de visitar o Vaticano! Ninguém vai para a Turquia e deixa de conhecer uma mesquita! Impossível ir para a China e não visitar um templo budista! Da mesma forma, não dá para estar por perto de Mogi das Cruzes (SP) - minha amada cidade! - e não conhecer a Festa do Divino Espírito Santo neste mês de maio. É sobre isso que vou falar nesse post!


A foto acima não me deixa mentir! Eu tinha um ano quando fui levada à Festa do Divino pela minha mãe pela primeira vez, à caráter! Foi em pagamento a uma promessa da minha tia Derly que fui apresentada a esse evento. É dessa minha tia também a bandeira que tenho até hoje lá em casa. Acredito que entre a maioria dos moradores da minha cidade é assim: a participação na Festa do Divino, de um jeito ou de outro, vem de família! Só por isso, esse evento já se torna especial. Para mim, particularmente, não foi participar de anjinho na Procissão de Pentecostes que fez com que eu me apaixonasse pela festa. Foi muito tempo depois, já como jornalista, ao conhecer a história desse evento, que me rendi a tudo o que ele representa. Não estou falando de religião... mas sim de história, de tradição e de fé!

São sempre onze dias de festa, na maioria das vezes no mês de maio ou junho, já que o evento sempre termina no Dia de Pentecostes, cinqüenta dias depois da Páscoa. Antes de me tornar jornalista, para mim, a Festa do Divino se resumia basicamente à quermesse. Infelizmente, é assim até hoje pra muita gente...! É claro que eu sempre soube - e até participei algumas vezes - de celebrações religiosas ou atracões culturais ligadas à festa... mas sem ter idéia do que aquilo tudo representava! Eu trabalhava no jornal O Diário de Mogi quando, em 1999, fiz a primeira cobertura da Festa do Divino. Foi aí que comecei a descobrir que esse evento tem sim uma parte religiosa, outra comercial, tem o lado social (filantrópico), um "outro" aspecto "social" (o oba-oba da socialite e seus interesses particulares), tem o seu sentido comunitário, tem seu lado simbólico... mas, muito mais do que tudo isso, tem aquilo que é a essência da Festa do Divino Espírito Santo: as pessoas que estão ali pura e simplesmente pela fé.

Quando falo em "fé" não digo especificamente a devoção à terceira pessoa da Santíssima Trindade. Nem em algo que se aprende com os pais ou com a igreja. Falo em algo que se acredita como um sentido para a vida. São pessoas com essa capacidade - de ter e manter a fé - que fazem da Festa do Divino um evento único, especial. É para essas pessoas que eu olho quando participo da Festa do Divino, seja como jornalista ou como visitante. Essas pessoas não vão estar empunhando a bandeira mais bonita... não vão estar nos primeiros bancos reservados na novena... não vão fazendo pose para fotos a todo momento. São pessoas que você encontra em cima de um carro de boi, na Entrada dos Palmitos... no ponto, a espera do ônibus que leva até a casa dos festeiros para a abertura da festa... no fim da fila do café da Alvorada, quando ela já estiver dobrando a esquina da catedral, no raiar do dia. Elas estão também tocando algum instrumento na congada e no moçambique ou dando nós nas fitas das bandeiras do Império. Essas pessoas SÃO a Festa do Divino! É para elas que eu recomendo que você, que vai visitar a festa, volte o seu olhar se quiser mesmo conhecer esse evento! Aquele olhar que nós - viajantes! - temos que ter ao conhecer um novo lugar: o olhar de quem enxerga além das aparências, de quem vai a um lugar para conhecer sua história, sua cultura, suas origens... sem julgamentos, sem querer nada - além da experiência de vida - em troca!

Não vou falar, nesse post, sobre o evento em si, mas garanto que muita coisa bacana vai acontecer para os apaixonados por viagens, inclusive o projeto Roda SP, que é uma iniciativa do Governo do Estado voltada ao turismo de um dia. Essa página do G1 tem todas as informações para quem quiser saber mais: www.g1.globo.com/sp/mogi-das-cruzes-suzano/festa-do-divino/2013. Eu vou estar, de um jeito ou de outro, na Festa do Divino! Vou trabalhar como jornalista, aproveitar como visitante e olhar como viajante! Afinal, lá se vão quase 32 anos de Festa do Divino na minha vida... sendo os últimos 14 anos na cobertura jornalística! Mesmo assim, cada ano é uma descoberta! Cada ano é único! Então... "Viva a Festa do Divino Espírito Santo! Viva"! Eu vivo!

Beijos e até a próxima!

domingo, 5 de maio de 2013

Porque tô de folga... só que não!

Quando criei esse blog expliquei que o objetivo dele era falar das viagens, mini-viagens, passeios, programinhas diferentes que tento fazer sempre que tenho fins de semana de folga! A meta da minha vida é NUNCA "desperdiçar" uma bendita folga!!!! Acontece que neste fim de semana estou de folga! Duas semanas atrás eu também estava de folga! Mesmo assim, estou super sumida aqui do blog, nada de novo pra postar, nenhuma dica, nenhum assunto novo! Na verdade nem tenho conseguido pensar em postagens!!! Esse post é exatamente para explicar o porquê disso... porque tô de folga... #sqn!


A foto acima eu postei no Instagram na minha última folga... assim têm sido meus fins de semana sem plantão: em casa, agarrada em guias de viagem e com os olhos grudados na tela do computador, navegando em blogs e sites de viagem! Já contei pra vocês que nas férias deste ano embarco para um dos destinos dos meus sonhos!!!! Europa pela primeira vez! Lindo! Maravilhoso! Perfeito! Um luxo? Talvez... mas saibam que, para me dar ao luxo de me aventurar pela Europa, os últimos fins de semana de folga têm sido sacrificados! Tudo para não gastar um centavo sequer e economizar pra viagem!!! Eita vidinha dura essa de viajante pé rapada!!! É sempre assim: para fazer uma viagem maior uma vez por ano não há outra alternativa a não ser frear total e absolutamente os gastos (e fazer dívidas e mais dívidas para os próximos meses)!

Em todas as viagens de férias que já fizemos foi assim... muito tempo antes começamos os cálculos para saber quanto vai ser preciso gastar... e quanto podemos gastar! Depois vêm as cotações, pesquisas de preços, levantamentos mil: o que vale a pena pagar a vista, o que é melhor parcelar no cartão, em quantas vezes parcelar, quanto levar de dinheiro, taxa de câmbio, levar ou não cartão pré-pago, de qual passeio abrir mão para não estourar o orçamento... aaaaaaah! Por fim, chega essa fatídica fase de economizar ao máximo para poder pagar os gastos da viagem! É nessa hora que eu lembro de um post no Facebook da Sílvia Oliveira, do blog de viagem que sigo e amo (www.matraqueando.com.br): "gente que pensa que você é rico porque viaja... helloooo! #prioridades"!

Sim, tudo nessa vida é questão de estabelecer prioridades... quando você define qual é a sua, vai ter que abrir mão de muita coisa, não tem jeito! Sempre foi assim e sempre será... com a diferença que, dessa vez, a minha prioridade é cobrada em euros!!!! Hahahahahah! Não está fácil não!!! O que me deixa aliviada é a certeza de que essa viagem vai render post's para o resto do ano aqui no blog!!!! Pelo menos assim espero! Afinal, quando voltar vou ter que passar mais umas boooooas folgas em casa antes de voltar a aproveitar os fins de semana sem plantão!!!! Ou seja, antes e depois das férias é e vai ser assim: porque tô de folga... só que não!

Beijos e até a próxima!